• Siga a CVJ nas redes sociais

Vereadores mirins elegem Mesa Diretora

Por Sidney Azevedo.

Está formada a Mesa Diretora da Câmara Mirim para este semestre. A eleição foi realizada na tarde desta quinta-feira (16) e, com 13 dos 19 votos, a nova presidenta é a vereadora mirim Ketlyn Golec de Oliveira, da Escola Municipal Abdon Baptista, do bairro Petrópolis. O vice-presidente é Arthur Hugo Keske, a primeira secretária é Rhaica Cristine Velho de Carvalho e a segunda secretária é a vereadora mirim Ana Carolina da Maia. Pudemos conhecer um pouco de como pensam Rhaica e Arthur durante a palavra livre da sessão mirim.

A nova primeira secretária, Rhaica, que estuda na Escola Municipal Professora Laura Andrade, do bairro Jardim Iririú, focou seu discurso na palavra “cuidado”, tanto o de si quanto o dos outros, em razão da pandemia do novo coronavírus. A jovem parlamentar disse que não vê problema em não estar indo à escola neste momento por saber que assim está protegendo os que estão em seu redor.


Rhaica destacou também que este momento exigiu uma reinvenção do ensino por parte dos professores, uma vez que as aulas agora são pelas telas de celulares e computadores. “Diante dessas mudanças eu pude notar o quanto os professores são fortes e imbatíveis”, afirmou. A mirim também agradeceu aos profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate ao novo coronavírus.

O agora vice-presidente da Câmara Mirim, o jovem parlamentar Arthur Hugo Keske também focou seu discurso no novo coronavírus e propôs a instalação de um hospital de campanha na Arena Joinville, uma vez que os índices de ocupação se aproximam dos 100%, como pontuou o mirim. Keske estuda na Escola Municipal Pastor Hans Müller, do bairro Glória,

O cancelamento de eventos esportivos por parte do governo estadual por duas semanas jogou as partidas de volta das quartas-de-final do campeonato catarinense de futebol para o final de julho, mas o agravamento do quadro da pandemia no norte de Santa Catarina também pode levar a uma nova prorrogação do cancelamento. Estádios como o do Pacaembu, em São Paulo, e o do Maracanã, no Rio de Janeiro, foram utilizados para a instalação de hospitais de campanha.

Neste momento a principal prioridade da Secretaria Municipal de Saúde é assegurar a contratação de médicos e enfermeiros para efetivar a ampliação do número de leitos de UTI para Covid-19 dentro dos hospitais que já operam no SUS joinvilense. A Secom do município afirmou em nota que receberia cinco respiradores do governo estadual e que os utilizaria para abrir 10 leitos no Hospital Bethesda, em Pirabeiraba, que devem funcionar a partir da próxima segunda-feira (20).

Arthur também propôs que sejam implantadas hortas comunitárias em todos os bairros, especialmente em imóveis públicos não utilizados e que sirvam de espaço de aprendizado dos alunos das escolas joinvilenses.

Em março deste ano a Comissão de Urbanismo da CVJ debateu o tema, em razão de dois projetos de lei que tramitam juntos na Casa (os PLs 161/2016 e 27/2017). Um deles exige que não sejam utilizados agrotóxicos na produção de alimentos e o outro propõe que uma parcela mínima do que for produzido em uma horta comunitária seja destinado a escolas, além de outras medidas.

A mais antiga horta comunitária de Joinville fica no bairro Costa e Silva e já tem quase duas décadas de existência, ocupando uma área de 6,4 mil m² (quase o tamanho do campo da Arena Joinville). A horta foi viabilizada a partir de um acordo, ainda em 2001, entre a Associação de Moradores e Amigos do Parque Douat, a Prefeitura de Joinville e a Eletrosul, então proprietária do imóvel. São mais de 50 famílias envolvidas no processo de cultivo e consumo dos alimentos da horta.

Portal da Transparência

Você pode acompanhar toda a prestação de contas da Câmara de Vereadores de Joinville por meio dos menus ao lado. Para mais informações, com base na Lei de Acesso à Informação, utilize o e-mail.

transparencia@cvj.sc.gov.br